Observatório de Turismo de Foz do Iguaçu

Sobre o Observatório de Turismo de Foz do Iguaçu

Observatorio de turismoO observatório de Turismo de Foz do Iguaçu está previsto na Política Municipal de Turismo, através da Lei Municipal n.º 4291, de 31 de outubro de 2014 – Seção IV-do Observatório de Turismo-Art. 13. De acordo com o Ministério do Turismo um observatório de Turismo tem como objetivo acompanhar, observação, coleta, tratamento, análise, geração e monitoramento de dados e informações sistemáticas e padronizadas sobre atividade turística. Trata-se de um recurso institucional que permite acompanhar o desempenho do turismo em determinado nível administrativo, contribuindo para o planejamento sustentável da atividade e para fortalecer o turismo como opção de desenvolvimento econômico (MTur, 2017)¹.
Os observatórios têm o potencial de estimular e catalisar desenvolvimentos inovadores em destinos e desempenham um papel fundamental ao contribuir para monitorar e abordar áreas temáticas, como criação de empregos, consumo e produção sustentáveis, saúde e segurança públicas, direitos humanos, qualidade da educação e desigualdades (UNWTO-INSTO², 2016).
A estrutura do observatório é composta pela gestão estratégica, coordenação técnica e operacional. A gestão estratégica é representada pelo COMTUR e é responsável por validar o planejamento anual de ações, e avaliar inputs durante o exercício, visando às recomendações da INSTO³ e respeitando os prazos necessários para formação de equipes para atender as demandas.
A coordenação técnica é responsabilidade da SMTU, que deve coordenar atividades voltadas à produção, sistematização e intercâmbio de dados estatísticos e informações relativas às atividades e empreendimentos turísticos instalados no Município, integrando universidades e institutos de pesquisa públicos e privados (Lei 4.291/14).
A coordenação operacional cabe à UNIOESTE, especificamente ao curso de Turismo. Esta tem a atribuição de coordenar as operações do Observatório de Turismo atendendo as especificações da coordenação técnica e promovendo a execução junto às instituições parceiras. Além disso, faz a intermediação do ingresso de alunos para colaborar em projetos do observatório de turismo durante o estágio obrigatório.
Dentre as entidades parceiras citam-se universidades, entidades do terceiro setor, que atuam conforme conveniência, disponibilidade ou interesse em um objetivo específico. Neste momento, a Paraná Turismo, representação regional de Foz do Iguaçu, colabora ativamente com as entregas do observatório de turismo.

¹Plano Nacional de Turismo 2018-2022.
²Rede Internacional de Observatórios de Turismo Sustentável (INSTO) ligada à Organização Mundial do Turismo (UNWTO).
³Rede Internacional de Observatórios de Turismo Sustentável (INSTO) ligada à Organização Mundial do Turismo (UNWTO)

Equipe do Observatório

Alfredo Aguiar

Paraná Turismo – Escritório Regional de
Foz do Iguaçu

Aline Patrícia Henz

Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Ana Oliveira

Secretaria Municipal de Turismo e
Projetos Estratégicos

Eduardo Scorsin

Paraná Turismo – Escritório Regional
de Foz do Iguaçu



Elaine da Luz

Paraná Turismo – Escritório Regional de
Foz do Iguaçu



Sheila Domingues

Secretaria Municipal de Turismo e
Projetos Estratégicos

Ronaldo Dos Santos

Secretaria Municipal de Turismo e
Projetos Estratégicos


Apresentação de Dados


Análises de Dados do Observatório de Turismo de Foz do Iguaçu

18 agosto 2022

Análise do Fluxo Turístico 2022 x Pré-Pandemia – Janeiro a Julho

A partir de decretado estado de emergência sanitária pela OMS por conta da pandemia da Covid-19 no início de 2020, o setor do Turismo se viu fortemente impactado por conta das medidas sanitárias restritivas de combate à contaminação pelo vírus em todo o mundo. Como uma das consequências, a redução…

18 agosto 2022
Rolar para cima
×

Atendimento via WhatsApp

× Como posso te ajudar?